Quinta-feira, 24 de abril de 2014

Centro de Tecnologia e Sociedade - CTS

Crimes na Internet

Os professores Carlos Affonso Pereira de Souza e Luiz Moncau participaram da audiência pública, realizada no dia 13 de julho na Câmara dos Deputados, para discutir o projeto de lei (PL 84/99), que tipifica os crimes na internet. Na ocasião, os pesquisadores do Centro de Tecnologia e Sociedade (CTS) defenderam a aprovação do marco civil da Internet, estabelecendo direitos e deveres de usuários e provadores, antes da criminalização de condutas.

Representantes da FTC participam de reunião na Escola

O vice-diretor de Assuntos Internacionais da Federal Trade Comission (FTC), Hugh Stevenson, e o representante da Divisão de Privacidade e Proteção de Identidade da instituição, Christopher Olsen, participaram de uma reunião no último dia 13 de julho na FGV DIREITO RIO. A Federal Trade Comission (FTC) é a agência federal norte-americana que atua em prol da defesa do consumidor e da livre concorrência.

Carlos Affonso na Campus Party - Colômbia

Mobilização, garantia da diversidade de opiniões e transparência foram alguns dos temas discutidos na edição da Campus Party, realizada entre os dias 27 de junho e 3 de julho, na Colômbia.

O coordenador adjunto do Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV DIREITO RIO, Carlos Affonso Pereira de Souza, foi um dos palestrantes do evento. Na ocasião, ele apresentou a experiência brasileira na elaboração do Marco Civil da Internet. A apresentação foi tema de uma entrevista no jornal El Tiempo.

Para conferir a matéria, clique aqui.

CTS na reunião do Comitê de Direito Autoral na OMPI

A pesquisadora do Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV DIREITO RIO, Joana Varon, participou como representante da sociedade civil na 22ª reunião do Comitê de Direito Autoral e Conexos (Standing Committee on Copyright and Related Rights – SCCR), da Organização Internacional de Propriedade Intelectual (OMPI), em Genebra.

Ronaldo Lemos afirma que Creative Commons já forneceu 450 milhões licenças

Coordenador do Centro de Tecnologia e Sociedade (CTS) da FGV DIREITO RIO e responsável pelo Creative Commons no Brasil, Ronaldo Lemos falou para O GLOBO que a entidade já forneceu 450 millhões de licenças em todo o mundo. "O crescimento é constante e vem sendo ampliado nos últimos tempos, com o youtube adotando as licenças e muitos outros projetos e sites" afirmou Lemos na reportagem. Como exemplo, o professor citou o Fiat Mio, construído totalmente a partir de princípios colaborativos, os materiais didáticos da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo e milhares de fotos do Flickr, todos licenciados em Creative Commons.