Programa inovador de ensino prático do Direito terá participação de alunas da Direito Rio

quarta-feira
21/12/2016

Programa inovador de ensino prático do Direito terá participação de alunas da Direito Rio

Duas estudantes da Escola de Direito do Rio de Janeiro da FGV (Direito Rio) foram selecionadas para participar de uma das experiências de educação jurídica mais inovadoras da atualidade. Ana Carolina Alhadas e Julia Costa Batalha vão representar a escola na LWOW X (Edição 2017), patrocinada pelo LawWithoutWalls.

Lançado pela Universidade de Miami em 2014, LWOW X é um programa intensivo de aprendizagem jurídica prática conduzido inteiramente por meio virtual e que pretende integrar alunos de trinta escolas de elite dos cursos de Direito e Administração e Negócios em todo o mundo, incluindo Harvard, Stanford, Melbourne University e University College London.

Os participantes são distribuídos em grupos de dois a três alunos juntamente com dois a três mentores e recebem um problema específico para resolver. São temas de juventude e advocacia, justiça juvenil, direitos humanos e acesso à educação e justiça para populações vulneráveis. Cada time tem a tarefa de desenvolver um Projeto de Valor: um plano de negócios e um protótipo viáveis que criativamente solucionam o problema.

“O LWOW X é um programa global que nos permite vivenciar a experiência de elaborar soluções criativas e originais para problemas latentes a partir da mobilização do conteúdo aprendido no curso de direito. É um programa, portanto, que coloca o aluno em evidência e simula, em microescala, desafios que serão enfrentados em um futuro próximo no mercado de trabalho. Nosso grande objetivo é criar a melhor solução possível com o auxílio de todos os mecanismos e os profissionais que a FGV sempre nos coloca à disposição”, destaca Julia.

O programa começa em janeiro de 2017, seguido por três meses de dinâmica virtual de time via videoconferência, que inclui apresentações por líderes renomados do mundo inteiro, e culmina com a “ConPosium”, um evento que acontece no início de abril, em que cada time apresenta seus respectivos projetos a uma banca de juízes.

Para Ana Carolina, o estímulo recebido na Direito Rio em repensar instituições, seus desenhos e a problematização constante acerca das formas de ensino do Direito, até mesmo dentro da própria Escola foram determinantes para despertar o desejo de participar de uma competição como o LWOW X.

“Quando eu soube do LWOW X eu vislumbrei a possibilidade de colocar isso em prática, de buscar formas de resolução de conflitos sociais e de pensar o ensino do direito por quem é diretamente afetado por isso: o aluno, que é o futuro ator desse sistema. Espero que essa seja uma experiência enriquecedora e inovadora e que possamos criar a melhor solução possível com o auxílio dos professores da Escola de Direito”, disse.

Para mais informações sobre o LWOW X, acesse o site.