Supremo em Números

Projeto: 

Supremo em Números
57
3495
3162

Coordenação: 

Equipe: 

  • Felipe Araújo, Mariana Lesche, Frederico Bertholini, Bianca Dutra, Daniel Oliveira, Lívia Ferreira, Luan Camargo, Gabriel Dias, Pedro Delfino

Início do projeto: 

01/11/2010

Status: 

Em andamento

O Poder Judiciário passa por um momento comumente definido pelos ministros do Supremo Tribunal Federal como “protagosnismo judicial”. Tal momento, chamado por outros de “ativismo judicial” ou de “judicialização da política” é marcado por decisões de casos como o da reserva Raposa Serra do Sol, da Lei de Imprensa, dos Fetos Anencefálicos, da Lei da Ficha Limpa, que deixam claro que as decisões judiciais possuem um grande impacto político.

Dessa maneira, afim de compreender melhor o comportamento e funcionamento da jurisdição máxima do direito brasileiro, toma-se como unidade básica de análise os processos pelos quais o tribunal decide (ou decide não decidir) questões cada vez mais centrais na política brasileira. É importante mencionar que o Projeto Supremo em Números terá como foco de análise de tais decisões um viés predominantemente quantitativo.

Com isso busca-se uma perspectiva completa, com a observação do comportamento agregado das instituições componentes do Judiciário, procurando-se fazer inferências a partir de padrões identificáveis em um grande numero de decisões judiciais. Para que de fato se conheça as instituições do Poder Judiciários, é preciso olhar para elementos geralmente invisíveis em análises qualitativas dos textos e impactos de decisões isoladas.

Clique aqui para mais informações

Vídeos: 

  • Vídeos
    Projeto Supremo em Números
    00:00:00