Equipe brasileira vence Moot Court Competition 2015

terça-feira
10/03/2015

Equipe brasileira vence Moot Court Competition 2015

Equipe brasileira vence Moot Court Competition 2015

Expectativa, tensão e emoção foram os sentimentos que marcaram a final da V Competição Interamericana de Direito ao Desenvolvimento Sustentável. Em decisão apertada, a Faculdade de Direito de Vitória (FDV), do Espírito Santo, foi a grande vencedora da competição ao derrotar a equipe americana da Tulane University no último dia 6 de março, na FGV DIREITO RIO.

A vitória apertada, em decisão dividida do júri com dois votos favoráveis ao time do Espírito Santo contra um para os americanos, veio após um longo embate entre seus representantes. Lara Santos Zangerolame Taroco e Leonardo Cunha Silva, da FDV, tiveram a responsabilidade de defender o estado fictício da Clonalia perante a Corte Interamericana de Direitos Humanos, enquanto Daniel Newman e Jefrey McLaren, da Tulane University, ficaram encarregados de advogar pelas vítimas do caso hipotético.

“Começamos a nos preparar para a Moot Court em novembro do ano passado. Em 2014 a equipe da FDV chegou às semifinais e a experiência dos participantes da edição anterior foi fundamental para nossa preparação. Antes da competição, não imaginava que pudéssemos ganhar, mas a medida que fomos avançando passei a acreditar que era possível. A maior dificuldade é chegar na tribuna e passar confiança para o júri, não transparecer nervosismo”, explica Lara Santos, eleita também a melhor oradora, ao lado de Jennifer Babaie, da George Washington University.

O pódio da competição é completado com os representantes da Universidad San Martín Porres, do Peru, que ficaram com a terceira colocação e da George Washington University, quarta colocada. O prêmio de melhor memorial foi conferido a Universidad de Los Andes.

A Moot Court Competition é uma competição anual organizada pela FGV DIREITO RIO, Tulane University (EUA) e Universidad de Los Andes (Colômbia). Nesta quinta edição, 23 equipes, vindas de Espanha, Colômbia, Estados Unidos, Barbados, Porto Rico, Peru, Índia, e dos estados brasileiros de Minas Gerais, Bahia, Espírito Santo, Paraíba, Amazonas, Pará, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro participaram da competição. O professor Michael Mohallem, coordenador do evento, ficou impressionado com o nível dos participantes.

“Toda a competição foi disputada em altíssimo nível. A final, por exemplo, não teve decisão unânime, o que mostra que ambos os finalistas poderiam perfeitamente sair vencedores. O resultado dessa edição foi muito positivo e o principal objetivo da competição foi alcançado: as 23 equipes voltam com a experiência de atuar perante um tribunal simulado e com conhecimento avançado de direitos humanos e desenvolvimento sustentável”, afirmou o professor da FGV DIREITO RIO. 

Os premiados:

1° Lugar - Faculdade de Direito de Vitória (Team 21):

  • . Lara Santos Zangerolame Taroco
  • . Leonardo Cunha Silva
  • . Stephanie Sole Barabani
  • . Luísa Cortat Simonetti Gonçalves Coutinho (Coach/Técnico)

2° Lugar - Tulane University Law School (Team 04):

  • . Daniel Newman
  • . Jeffrey McLaren

3° Lugar - Universidad San Martín Porres (Team 22):

  • . Apodemio Paúl Salcedo Paulino
  • . Gian Marko Duany Alcazar
  • . Walter Javier Hidalgo Quispe
  • . Romina Ximena Caminada Vallejo (Coach/Técnico)

4° Lugar - George Washington University (Team 15):

  • . Jennifer Babaie
  • . Leah Moushey
  • . Dinah Shelton (Coach/Técnico)

Best Speaker (Melhor Orador):

  • . Jennifer Babaie (George Washington University - Team 15)
  • . Lara Santos Zangerolame Taroco (Faculdade de Direito de Vitória - Team 21)

Best Memorial (Melhor Memorial):

Universidad de Los Andes (Team 09):

  • . Cynthia Carolin Florez
  • . Maria Camila Cristancho Duarte
  • . Sergio Tellez Casallas
  • . Sergio Fabián Vásquez Guzmán (Coach/Técnico)