Notícias

09/12/2022

FGV Direito Rio promove encontro de boas-vindas aos novos alunos da graduação 2023

No dia 8 de dezembro de 2022, a FGV Direito Rio realizou o evento "Boas-vindas Graduação 2023", que aconteceu de forma presencial, no Centro Cultural da FGV.

No dia 8 de dezembro de 2022, a FGV Direito Rio realizou o evento "Boas-vindas Graduação 2023", que aconteceu de forma presencial, no Centro Cultural da FGV.

O encontro reuniu os novos alunos e alunas da Escola, aprovados no Vestibular, bem como seus familiares, corpo docente e discente da FGV Direito Rio.

A abertura da cerimônia foi realizada pelo diretor, Prof. Sérgio Guerra, que apresentou a Escola para o público. Dando continuidade à apresentação, o Coordenador da Graduação, Prof. Thiago Bottino, mostrou para os novos alunos as entidades, grade curricular, intercâmbios e todos os projetos que fazem a FGV Direito Rio ser diferente das demais universidades.

Por Zoom, o aluno Lucas Dietrich, em intercâmbio em Barcelona, e a aluna Giulia Lobo, em Nova York, cumprimentaram os calouros e contaram um pouco de suas experiências e como a Escola de Direito os preparou para viver este momento em uma universidade estrangeira.

O final da noite foi destinado às premiações dos alunos que se destacaram. Os vencedores dos Prêmios Meritum 2022.1 foram Felipe Taves de Campos Viana de Carvalho e Sophia Gurivitz Azevedo, do 1º período; Beatriz Sabdin Chagas e Maria Cecilia Serra Pinheiro, do 3º período; e Pedro Jatene Queiroz de Figueiredo Ellery Corrêa e Caio Romio Augusto, do 5º período.

Em 2022, o XIII Prêmio Alfredo Lamy Filho de Inovação foi entregue para Isadora Sampaio Dutra, pelo trabalho “Os limites e as potencialidades do teletrabalho na inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho”, orientado pela professora Natasha Schmitt Caccia Salinas. As menções honrosas da premiação foram para Isabella Markendorf Marins, pelo trabalho de conclusão de curso “Presentes! Hoje e sempre: As noções de justiça de afetados por crimes de Estado e o uso de métodos alternativos de solução de conflitos”, orientada pela professora Fernanda Prates Fraga.; e Maria Luisa Rocha Malta, pelo trabalho de conclusão de curso “Se conhecimento é poder e os dados um ativo tão valioso, sendo considerado como o novo petróleo, até onde é seguro permitir a concentração deste poderio nas mãos das EDTechs? Uma análise da ascensão do uso da tecnologia na educação na China, o maior berço de Edtechs do mundo”, orientada pelo professor Luca Belli.

O XIII Prêmio Miranda Rosa de Qualidade foi para Julia Luciana Oliveira Martel de Almeida, pelo trabalho “Direito e prudência na fronteira do controle: uma análise da jurisprudência do Supremo Tribunal Federal sobre os limites do controle judicial dos atos do Presidente da República”, orientada pelo professor Thomaz Henrique Junqueira de Andrade Pereira. Ana Helena Feres Nascif, com o trabalho de conclusão de curso “Conhecendo vieses: Como a consciência dos vieses altera a sua influência na tomada de decisão jurídica”, orientada pelo professor Fernando Angelo Ribeiro Leal, recebeu a menção honrosa.

As manifestações expressas por integrantes dos quadros da Fundação Getulio Vargas, nas quais constem a sua identificação como tais, em artigos e entrevistas publicados nos meios de comunicação em geral, representam exclusivamente as opiniões dos seus autores e não, necessariamente, a posição institucional da FGV. Portaria FGV Nº19 / 2018.

A A A
Alto contraste

Esse site usa cookies

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.