FGV Direito Rio realizou a terceira edição do Seminário de Periódicos Jurídicos Brasileiros

sexta-feira
06/11/2020

FGV Direito Rio realizou a terceira edição do Seminário de Periódicos Jurídicos Brasileiros

FGV Direito Rio realizou a terceira edição do Seminário de Periódicos Jurídicos Brasileiros

A FGV Direito Rio realizou, nos dias 27 e 28 de outubro, o III Seminário de Periódicos Jurídicos Brasileiros em parceria com a Universidade Federal de Santa Maria (RS) e a vLex, plataforma de conteúdo jurídico. O evento reuniu os editores dos 40 mais bem estratificados periódicos científicos de Direito brasileiros, mantendo a união fomentada por discussões no sentido de buscarem uma posição de destaque dentre os periódicos em um contexto amplificado.

Na abertura, no dia 27, o Profº Sérgio Guerra, Diretor da FGV Direito Rio e editor, junto ao professor Joaquim Falcão, da Revista de Direito Administrativo (RDA), agradeceu à Professora Angela Espíndola, da UFSM, por “sediar” o Seminário deste ano, que infelizmente não pôde ser presencial em Santa Maria, devido à Pandemia do Covid-19. Relembrou, ainda, o I Seminário, realizado em dezembro de 2018 na sede da FGV, no Rio de Janeiro. O evento tem sido realizado anualmente e foi idealizado pela Escola para ser itinerante entre os estados do país. Dessa forma, deixou um convite aos editores para participarem do IV Seminário, assim como para que um deles venha a sediar o evento em 2021. Em seguida, a palestra de Robin Chesterman, Global Head of Product da vLex, discorreu sobre Learning Machine; Inteligencia Artificial (AI); e sobre o futuro da tecnologia e do conhecimento. Fechando o dia, Leonardo Oliveira, também da vLex, apresentou o conteúdo armazenado e divulgado pela plataforma.

No dia 28, a primeira mesa, “Desafios da Editoração de Periódicos Jurídicos”, reuniu o Profº Otávio Luiz Rodrigues, da USP, e a Profª Flaviane Bolzan, da PUC-Minas e UFOP, que versaram sobre a chegada ao final de mais um ciclo avaliativo da Capes, este ano, porém, sem ainda uma decisão final sobre as novas diretrizes em relação aos critérios de avaliação das revistas científicas da área. Seguiu-se a mesa 2, sobre “Produtivismo Acadêmico e o Impacto na Editoração”, mediada pelo Profº Rafael Oliveira, da UFSM. Para finalizar, foi aberto o debate entre os editores sobre boas práticas, o financiamento de periódicos, segurança dos mesmos e sobre métricas do Google Acadêmico, traçando um amplo painel da dinâmica operacional dos periódicos científicos de Direito.