Supremo em Números

Projeto: 

Supremo em Números
7000

Coordenação: 

Início do projeto: 

01/01/2010

Status: 

Em andamento

 

Projeto de pesquisa do Centro de Justiça e Sociedade executado em cooperação com o Núcleo de Ciência de Dados Jurídicos do Centro de Tecnologia e Sociedade.

O projeto Supremo em Números surge da convergência entre a produção empírica de conhecimento jurídico e a aplicação de tecnologias de computação para melhor compreender informações em larga escala. Como metodologia quantitativa, busca-se uma perspectiva completa do Supremo, que possa inclusive ser agregada a pesquisas semelhantes relativas a outras esferas do Judiciário, como o relatório “Justiça em Números” do Conselho Nacional de Justiça. Isso permite a observação do comportamento agregado das instituições componentes do Judiciário, permitindo inferências a partir de padrões identificáveis em um grande número de decisões judiciais. Para que de fato se conheça as instituições do Poder Judiciário é preciso olhar para elementos geralmente invisíveis em análises qualitativas dos textos ou de decisões isoladas. Assim, o Supremo em Números atenta para dados sobre andamentos dos processos, sua duração, seus atores, suas origens geográficas, seu assunto e as regularidades e correlações entre esses e outros elementos. As pesquisas do projeto Supremo Números já foram citadas em Propostas de Emenda à Constituição, decisões importantes do próprio Supremo como no caso da revisão do foro privilegiado e da execução provisória da pena a partir da segunda instância e em mais de 450 itens bibliográficos segundo o Google Scholar.