Regulação de infraestruturas aeroportuária e portuária
Tema
Estado e Sociedade

Está em curso uma verdadeira revolução na infraestrutura brasileira com impactos no curto, médio e longo prazos. Serão mais e novas alternativas intermodais para o escoamento de cargas rumo aos portos e aeroportos brasileiros. Trata-se de reduzir as distâncias entre as pessoas, com mais conectividade e conforto para os viajantes. Os resultados ficarão como legado para as próximas gerações de brasileiros. A conquista será de todos nós. 

Nesse sentido, este conjunto de publicações aqui compiladas, promovido pela Fundação Getúlio Vargas, por sua Escola de Direito do Rio de Janeiro, vem trazer contribuições significativas para a temática da regulação de contratos de concessão, especificamente no que tange às áreas portuária e aeroviária. O sucesso e continuação do programa de parceria com o privado necessita, cada vez mais, caminhar junto à academia para garantir o amadurecimento e respostas às questões que surgem a partir de tudo aquilo que estamos fazendo no setor.

Foi a partir dessa reflexão acadêmica que pudemos ver lançadas as bases teóricas daquilo que colocamos em prática nos últimos anos, possibilitando que nossas áreas técnicas bebessem na fonte das suas instituições educacionais para ajustarmos modelos e seguirmos em frente. Agora, diante de novos desafios e da necessidade de trazermos à luz temas que surgem, após tirarmos do papel uma verdadeira revolução da infraestrutura do Brasil, por meio do modelo de concessões, esta obra vem nos ajudar a refletir e a encontrar novos caminhos e soluções para o aperfeiçoamento da regulação do setor.

Marcelo Sampaio 

Ex-ministro de Estado da Infraestrutura


  • Páginas: 400
  • Data de lançamento:
  • ISBN: 978-65-5652-195-4
Organizador(es) externos
Fernando Villela de Andrade Vianna
Paulo Renato Jucá

As manifestações expressas por integrantes dos quadros da Fundação Getulio Vargas, nas quais constem a sua identificação como tais, em artigos e entrevistas publicados nos meios de comunicação em geral, representam exclusivamente as opiniões dos seus autores e não, necessariamente, a posição institucional da FGV. Portaria FGV Nº19 / 2018.

A A A
Alto contraste

Esse site usa cookies

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.